Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico Elboni

Meus sentimentos em relação a esse livro são bem divididos, tenho que confessar. Não há dúvidas de que o Fred escreve bem; os textos têm uma fluência gostosa, são leves e cumprem o seu propósito de arrancar pelo menos um sorriso de ti. Porém, minha principal observação é que eles se tornam um pouco repetitivos a medida que você vai prosseguindo a leitura e te deixam com uma sensação de déjà vu, sabe como é? Principalmente se você lê os textos do blog dele com uma certa frequência. Mas vamos lá, vou mostrar um pouquinho do livro para vocês.

Título: Um sorriso ou dois – Para mulheres que querem mais
Autor: Frederico Elboni
Editora: Benvirá
Ano: 2014
Páginas: 224
Nível de amor: ❤❤

fred1 Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico Elbonifred2 Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico Elboni

fred3 Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico Elboni fred5 Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico Elboni fred41 Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico Elboni fred6 Resenha: Um sorriso ou dois, Frederico ElboniVisualmente, achei o livro bem bacana. As fontes dos títulos vão se alternando entre os textos, páginas pretas com citações bacanas dão uma quebrada na monotonia e tudo flui QUASE muito bem. Não sei quem fez a diagramação desse livro e achou que seria legal alterar a fonte de um texto pra outro: não é – fica aqui o meu apelo. Particularmente, meus textos preferidos do livro são os que o Fred fala sobre a vida e inteligência emocional – aqueles que eu acho que todo mundo deveria ler em alguma fase da vida e morro de vontade de sair mostrando pra algumas pessoas. Tem quem ache algumas opiniões do moço um pouco na vibe ~autoajuda~ ou até mesmo ~caga regra~, mas eu sou obrigada a discordar.
O que faltou no livro, na minha opinião, foi um pouco de ineditismo. Sei que o Fred tá com contrato assinado para mais dois livros e eu espero muito que eles sejam mais ozados diferentes e tenham aquele elemento x extra que cative um pouquinho mais o meu amor.

Sobre o livro autografado: nem preciso dizer que não é publi, né galerous? Não é. Encontrei o Fred no meu primeiro dia de Bienal com a Cah (segura esse forninho que é aparecer aqui no blog, migs) e ele foi super simpático apesar do stand da Saraiva ter ficado um caos completo. Ele até me perguntou se eu queria foto com ele (eu não queria, rs) e como ele achou que eu tava com vergonha (RISOS) me fez tirar do mesmo jeito. Ainda no celular da minha migs, veja bem. Mas até que ficou bonitinha e você pode vê-la clicando aqui.

Resumindo, não é um livro que eu recomendo colocar no topo da sua lista de leitura. Mas vale a pena comprar e deixar na mesa de cabeceira e dar uma lida de vez em quando para dar um up no ânimo e na vida. Alguém aí já leu? Qual foi a sua impressão do livro? Me conta hein, quero saber. Bisous et à bientôt.

Makeup for dummies #2: Kit básico de pincéis

makeupdummies Makeup for dummies #2: Kit básico de pincéisOLAR AMIGUINHOS, tecnicamente eu comecei a redigir esse post na segunda-feira 23:56 pra ser exata, então não irei considerar um atraso, rs. Eu juro que queria ter postado essa belezura no comecinho do dia porém eu sai de casa antes das 9h e só cheguei depois das 22h – morta pós bienal (que aliás estava uma delícia de andar, toda vazia) – ou seja, não rolou. Acontece, né? Mas chega de falar da minha vida que eu sei que vocês não querem ouvir e vamos ao que interessa. Eu poderia separar pelo menos uns 30 tipos diferentes de pincéis pra vocês, mas seria um exagero. Depois de muita reflexão, cheguei a conclusão que você, colega que está começando do zero, precisa apenas de 4 (isso mesmo, QUATRO) pincéis na sua bolsinha de maquiagem. Vem comigo que eu explico!

pinceis noob Makeup for dummies #2: Kit básico de pincéis

Eu sei que tem cinco pincéis nessa imagem, duh, já explico

Para aplicar a base:

Vou ser bem sincera aqui (haters gonna hate), vira e mexe eu nem uso pincel pra passar base ou bb cream por motivos de: pressa. Faz meleca, é meio ~anti-higiênico~, mas resolve minha vida rapidinho. Mas você mocinha que tá começando, não precisa repetir meus erros, né? Selecionei duas opções de pincéis para base, que são os mais populares. O flat top kabuki (que tem essa ponta achatada) dá um acabamento super leve e bonito no rosto, é o mais rápido de usar e é o queridinho de muitas blogueiras e vloggers gringas. O outro é o língua de gato que é o mais fácil de encontrar já que várias marcas nacionais produzem – ele deixa um visual impecável mas por ser um pouco menor que o outro tende a consumir um pouco mais de tempo (porém é o que eu mais uso). Patty, porque não usar a esponja ou a beauty blender? Eu não gosto do acabamento da esponja: acumula muito produto na pele e deixa a maquiagem pesada – além de consumir muito mais produto alô, disperdício. O mesmo vale para a beauty blender; apesar de que o acabamento dela é bem melhor que o de uma esponja comum e muita gente acaba adotando por ser mais rápida na hora de aplicar.

Para aplicar pó e blush:

Para aplicar tanto o pó quanto o blush, escolha um pincel desses fofos e de cerdas macias. Eles fazem uma excelente cobertura, não espalham produto em exagero, e são fáceis de limpar. Você pode até comprar um pra cada produto – mas cá entre nós um já te resolve, pelo menos no começo enquanto você não quiser investir muita grana.

Para aplicar sombra:

Seja você do time das sombras clarinhas ou do smokey eye, para começar é essencial você ter apenas dois tipos de pincéis. Sério. Não precisa pirar e ficar desesperada com os 9939843794348348732 tipos e tamanhos que tem por aí. Um é daqueles bem fofinhos (similar ao do pó, só que beeeeeem menor) que serve tanto para aplicar a sombra como para esfumaçar e o outro é um achatadinho, tipo o língua de gato só que menor também né, que serve tanto para iluminar/contornar, como para aplicar sombra com mais precisão nos cantos dos olhos.

Pronto migs, com esses quatro pincéis eu garanto que você conseguirá seguir 99% dos tutoriais que eu postarei em breve (99% porque postarei alguns pras coleguinhas mais ~avançadas~). O que vocês acharam desse post? Alguma dúvida sobre algum pincel específico? Me conta, hein. Bisous et à bientôt.

5 covers que você vai amar escutar!

cincocovers 5 covers que você vai amar escutar!Antes de iniciar o assunto desse post gostaria de dizer que: migos, eu sobrevivi a Bienal. Sério, vocês não fazem noção do caos que estava o Anhembi – se vocês forem passar por lá nos próximos dias usem roupas frescas e confortáveis e levem MUITA água. Agora que já dei essa dica meio de mãe/tiazona, vamos falar de coisa boa…música. Eu sou dessas que nunca sai sem um fone de ouvido e estou sempre escutando alguma coisa enquanto trabalho ou estudo. Uma das maravilhosidades que a interwebz e o YouTube me proporcionaram são os covers – que são versões de uma canção por outros artistas, não necessariamente famosos. Adoro procurar versões diferentes das músicas que eu curto e vira e mexe eu compartilho alguma no meu facebook, ninguém deve me aguentar mais rs. Dessa vez resolvi poupar os amiguinhos partilhar com vocês por aqui e garanto que vocês vão amar, vem comigo!

1. Chandelier – Sara Bareilles

2. Love On Top – Leroy Sanchez

3. Problem – Pentatonix

4. Safe And Sound – Kurt Hugo Schneider feat. Zendaya, Kina Grannis & Max Schneider

5. Wake Me Up – Boyce Avenue feat. Jennel Garcia


E aí, o que vocês acharam? Qual é o seu preferido dessa lista aí? Oh, se quiser, aproveita e me mostra um cover bacana que você curte também – vou adorar escutar! Bisous et à bientôt!

Throwback Thursday #8

tbt copy Throwback Thursday #8ALÔ GALERA DE COWBOY! Como vocês estão nessa quinta-feira, ansiosos para o fim de semana? Eu pelo menos estou – e muito! Acho que pela primeira vez em semanas to conseguindo publicar esse post num horário “normal” – YAY! – mas é melhor eu correr se não vou me atrasar para a aula da pós. Aqui no blog rolou uma novidade bacana essa semana, eu finalmente resolvi criar uma tag/tutorial prazamigas que sempre me pediram dicas de maquiagem, carinhosamente batizada de makeup for dummies – originalmente eu não tinha planejado um dia fixo, mas para não virar bagunça adotei a segunda-feira (então já marca no calendário aí). Fiz também o meu primeiro book haul e um breve relato sobre minha viagem de fim de semana pro Rio de Janeiro. Agora vamos aos links supimpas da interwebz que eu separei para dar um up no seu dia:

Relações Internacionais (Improbabilidade Infinita)
#vaiterpostsim: George Ezra (Pode Chamar de Duds)
5 lições que podemos aprender com o novo clipe da Taylor Swift (MOBIC)
Namora Comigo? (Entenda Os Homens)
Chef (Não Nasci Pra Ser Magra)
Candy On My Feet (Soles in my Universe)
A doçura do Alvvays (Prefiro B-Sides)
Make Your Own Nail Wraps! (Wonder Forest)
Super Quick Mini Cheesecake (Vivianna Does Makeup)
Tips for Blogging Photography Backgrounds (Zoe London)

O Ygor já deve me achar uma puta stalker fanzoca do blog dele mas NÃO TINHA COMO eu deixar esse post de fora, não tinha. Para quem não leu a minha bio não sabe, eu sou formada em Relações Internacionais e esse post é apenas a história da minha vida. Tem também um texto lindíssimo do Léo Luz no Entenda Os Homens (sério, é daqueles que te faz abrir um baita sorriso largado), dica de filme, música, moda e muito mais! Agora é a sua vez de compartilhar um link bacana comigo através do formulário (é anônimo, poxa!) abaixo. Bisous et à bientôt.

Book Haul #1 – Agosto

Apesar de acompanhar vários blogs (e vlogs!) literários, nunca passou pela minha cabeça a ideia de fazer um book haul. O meu plano original era fazer em vídeo, para finalmente movimentar o canal do YouTube que eu criei há uns tempos atrás – mas ainda estou lutando contra a vergonha. Recentemente vi que a Lominha fez um book haul através de fotos e resolvi adotar esse formato na cara dura, rs.

BH1 Book Haul #1   Agosto BH2 Book Haul #1   Agosto BH31 Book Haul #1   Agosto BH4 Book Haul #1   Agosto BH5 Book Haul #1   AgostoO primeiro livro mostrado é o This Is What Happy Looks Like da Jennifer E. Smith - essa capa não é linda? Após ler dois livros da autora no mês passado eu fiquei simplesmente apaixonada tanto que decidi ir atrás de mais e encontrei esse livro lá no book depository – inclusive fiz resenha dos outros livros aqui no blog caso vocês queiram dar uma espiadinha (the geography of you and me & the statistical probability of love at first sight). O segundo livro dessa lista é o Um Sorriso Ou Dois do Fred Elboni, autor do blog Entenda os Homens. Acho que já contei aqui que descobri o blog dele ao acaso, por causa de uma amiga, e me apaixonei pela escrita e o jeitinho cativante do moço.
Cedida pela Editora Gutenberg, na terceira foto está a prova do livro Exorcismos, Amores E Uma Dose De Blues do Eric Novello, que será lançado agora na Bienal do Livro em São Paulo. Achei a ilustração da capa muito bacana e me amarrei na sinopse do livro – to querendo ler essa semana ainda pra garantir um exemplar autografado na Bienal, sou dessas. Na quarta foto está o meu projeto de leitura pro resto da vida livro Les Misérables do Victor Hugo. Sempre quis ler a versão integral dessa história e quando vi essa edição com essa capa emborrachada maravilhosa, não resisti (aliás, to louca pelos outros títulos com essa capa, principalmente Little Women). Na quinta e última foto está o eBook Divagações da Bárbara Conte, cedido pela Editora Cia do eBook, que é uma coletânea de artigos do blog Cultura Bárbara.

E aí, algum desses livros chamou a sua atenção? Qual livro bacana você comprou esse mês e recomendaria pra mim? Oh, deixa de preguiça e me conta ali embaixo, hein… tô de olho! Essa semana começa a Bienal do Livro aqui em São Paulo e eu já estou louca pensando nos vários livros que eu quero comprar… mês que vem o book haul promete, rs. Bisous et à bientôt.

O Rio de Janeiro continua lindo…

OLAR, AMIGUINHOS! Eu passei uns dias sem postar no blog porque como contei pra vocês no domingo, eu viajei pro Rio de Janeiro. Foi uma viagem mega curtinha, de fim de semana – tínhamos um compromisso que foi cancelado e resolvemos aproveitar a passagem. Como não somos turistas de primeira viagem (eu já morei no RJ antes, rs) eu pulei pontos os pontos turísticos e apenas aproveitei para comer muito biscoito globo e beber guaravita relaxar. Inclusive reencontrei uma amiga que eu não via desde 2011 no sábado e foi super emocionante (beijos, Aly!). Tirei poucas fotos, nada muito genial porque eu quase não carreguei a câmera/celular comigo, mas vamos lá!

RJ 2 O Rio de Janeiro continua lindo...

Rio de Janeiro nublado (leia-se: frio carioca) = praias vazias

RJ 3 O Rio de Janeiro continua lindo...

Bar Garota de Ipanema (adorei essa partitura do lado de fora e parei mesmo pra bater foto)

RJ 1 O Rio de Janeiro continua lindo...

Fui visitar o hostel do meu primo no Vidigal, o Mulatta Hostel, e olha que vista maravilhosa…

RJ1 O Rio de Janeiro continua lindo...

Eis que no dia de ir embora abre o maior sol…

RJ2 O Rio de Janeiro continua lindo...

Artes na orla da praia…

RJ3 O Rio de Janeiro continua lindo...

GRINGOS EVERYWHERE, sério, nem no inverno diminui a turistada estrangeira

RJ4 O Rio de Janeiro continua lindo...

Caminhadinha ~saudável~

RJ5 O Rio de Janeiro continua lindo...

Eu feat. overdose de estampas passando um baita calor na rua porque me falaram que tava frio…

Legal que esse post recheado de fotos veio a calhar porque hoje é o dia internacional da fotografia! Então seja você amador ou profissional, clique algo bacana no dia de hoje para comemorar! Vocês conhecem o RJ? O que mais gostam de fazer por lá? Qual é a foto mais bacana que você já viu/bateu da cidade? Quero saber tudo ali embaixo, ein! Bisous et à bientôt.

 

Makeup for dummies #1: Introdução

makeupdummies Makeup for dummies #1: IntroduçãoNinguém nasce sabendo se maquiar ou vira expert em maquiagem da noite pro dia – e cá entre nós, eu não tenho nenhum tipo de curso ou certificação, ok? Eu aprendi a me maquiar na raça: errando, fazendo combinações bizarras, assistindo muito tutorial e tentando reproduzir os looks de algumas famosas. Hoje em dia me sinto satisfeita com o que eu consigo fazer – mas é claro que tô sempre buscando aprender coisas novas. Eu costumo receber elogios dos makes que faço e muitas vezes sou até abordada por estranhos na rua – morro de vergonha – mas acho super bacana, sabe? O pessoal às vezes acha que é algo de outro mundo e não é. Muitas amigas já me pediram pra montar tutorial, dar uma aulinha básica, ensinar isso ou aquilo: sempre digo ‘ok’ e no final enrolo horrores. NÃO MAIS! Isso mesmo, galere, criei essa tag aqui no blog pra compartilhar meus humildes conhecimentos com vocês.

happyadventure Makeup for dummies #1: Introdução

as mina pira

Patty, e se eu não levar jeito e sair tudo errado?

Esse negócio de levar jeito é cilada, bino. Como qualquer outra coisa na vida, se maquiar exige prática. Deu errado? Borrou? Ficou cagada? Ficou Marilyn Manson? Lave o rosto e tente outra vez porque tu é brasileira e não vai desistir na minha mão se não eu mando a Samara te arrastar pro fundo do poço, fique esperta.

Patty, maquiagem é tudo caro…comofäs?

Existem maquiagens (boas e ruins) para todos os bolsos e isso não é desculpa, viu?! Vou tentar usar produtos de várias faixas ($$) e caso vocês queiram alguma recomendação (ou me recomendar algo), basta comentar e trocar uma ideia ali embaixo. PODE FALAR QUE EU TE ESCUTO, EU JURO POR MIM MESMO POR DEUS POR MEUS PAIS.

Patty, eu acho lindo mas tenho medo de ficar muito artificial!

Só vai ficar artificial se você fizer uma maquiagem digna de tapete vermelho do Oscar às 7:30 da manhã pra ir ali na padoca, né, meu? Com uma dose de bom senso, minhas dicas e os produtos certos, você poderá atingir aquela cara de diva maravilhosa que já acorda linda na novela.

Patty, e se meu boy/mina/cachorro/papagaio/mãe/tia/etc não gostar?

EEEEEEEEEEPA, PARA TUDO. Se você quer se maquiar para agradar os outros já está começando errado – nunca todo mundo ao seu redor vai ficar 100% satisfeito, sempre vai ter alguém pra discordar e reclamar. Então, amigue, faça isso por você. Faça porque ~você~ gosta (ou precisa, sei lá, pro trabalho).

O que vocês gostariam de ver no próximo post: dicas sobre pincéis e apetrechos ou posso partir direto para produtos pra pele?

Por favor, comentem suas sugestões e dúvidas (por mais bobas que elas possam parecer, não precisa ter vergonha!) porque essa tag é exclusivamente pra vocês, galere, e vai ser feita com muito luxo e glamour amor e carinho. Aliás, comentem tudo que vocês querem ver em posts futuros, porque aí eu já vou bolando umas dicas supimpas por aqui. Espero de verdade que vocês gostem! Bisous et à bientôt.

D52: #34 – Livros que eu acho que todo mundo deveria ler

 

d52 34 D52: #34   Livros que eu acho que todo mundo deveria lerNossa, tanto tempo que eu não posto essa tag aqui que *cof cof* acumulou até poeira. Já deixo o aviso que nunca mais me comprometerei a uma tag de 52 semanas, rs porque essa aqui vai durar no mínimo umas 100. Os livros que eu selecionei foram os que tiveram um certo impacto na minha vida, por diversas razões, e eu acredito que muita gente também se identificará com pelo menos um deles! Como sempre, gostaria de ressaltar que eles não estão elencados por preferência, ok?

1. Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K. Rowling

hp1 D52: #34   Livros que eu acho que todo mundo deveria lerEu sei que é meio que um clichê da nossa geração colocar Harry Potter nessa lista, mas não tem como. Eu lembro perfeitamente do dia que eu comprei o meu primeiro livro. Também me recordo do dia em que eu acabei a leitura, como eu estava fascinada pela história e L-O-U-C-A pro meu pai voltar na FNAC e comprar a continuação pra mim. Se hoje eu gosto de ler, J.K. Rowling é responsável por isso. Eu poderia colocar qualquer livro da saga aqui, mas HP e a Pedra Filosofal é o meu xodó – dos sete livros é o que eu reli mais vezes (estimo entre 10-15x) e o que eu tenho mais edições (tenho 3: a primeira edição brasileira – que nem tinha a fonte em forma de raio, a primeira edição americana em hardcover e em russo). Todo mundo deveria ler porque é fantástico, muito bem construído E PORQUE SIM.

2. O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint-Exupéry

petit prince D52: #34   Livros que eu acho que todo mundo deveria lerTodo mundo já leu alguma citação desse livro por aí, eu garanto. Quando mais nova, eu tinha o VHS do desenho – eu era super apaixonada – tanto que ainda criança eu li o livro. É lindo, ponto. Soa até meio piegas pra algumas pessoas, mas é lindo e eu amo sim (e eu tô pra conhecer uma pessoa que não goste). To louca para reler e até comprei uma versão em russo pra desenferrujar treinar um pouco o idioma.

3. A Culpa é das Estrelas, John Green

augustus D52: #34   Livros que eu acho que todo mundo deveria ler

Esse gif representa a cara de todos meus amigues que tinham me recomendado o livro

Ta aí um livro que não foi amor à primeira vista. Eu lembro que a febre aqui no Brasil começou no fim de 2012 e foi crescendo absurdamente em 2013. E eu nem sabia quem era o John Green shame on me. Só sei que eu tinha a maior pirraça feat. preguiça de ler esse livro. Como eu mudei de ideia? YouTube. Conheci o canal do John Green e foi amor. E ainda bem que eu mudei de ideia!!!!!!!!!! Sério. Eu poderia listar uma penca de motivos aqui para te convencer, mas se você está em dúvida se vai ler ou não essa obra eu recomendo esse post aqui.

4. As Vantagens de ser Invisível, Stephen Chbosky

perks D52: #34   Livros que eu acho que todo mundo deveria lerNão vou pagar de hipster: li o livro uns meses antes do filme sair no cinema porque me apaixonei pelo trailer. Isso mesmo. ME APAIXONEI PELO TRAILER. E cara, que livro sensacional – não sei nem expressar em palavras o meu amor. Através de cartas, o personagem principal (Charlie) relata para um desconhecido suas experiências após a morte de seu melhor amigo. É muito bonito ver a evolução do Charlie como personagem e pessoa durante a narrativa. Definitivamente é um dos livros mais inspiradores que eu já li e eu o colocaria facilmente em um top 3. Quer um conselho? LEIA.

5. A extraordinária garota chamada Estrela, Jerry Spinelli

different D52: #34   Livros que eu acho que todo mundo deveria lerUma leitura bem recente que também emplacou um lugar nesse post. Eu juro que não conhecia a obra antes, mas Stargirl é um livro super popular na gringa (alguns famosos tem até tatuagens com referência ao livro, tipo a Christina Perri). Quando peguei pra ler eu jurava que era mais algum romance YA fofinho e mela cueca…NÃO É. Queria eu ter descoberto esse livro na adolescência, teria sido muito reconfortante. Então fica a dica, mesmo que você já tenha passado dessa fase. Sério, vai por mim.

RODADA BÔNUS:

A Christmas Carol, Charles Dickens: é um livro bem antigo e, caso você não leia uma versão adaptada, pode ser um pouco confuso ou maçante – mas é um clássico, particularmente um dos meus prediletos. Por qual motivo? Se você disse “Natal” acertou em cheia! Vários filmes e desenhos atuais fazem referências à obra – uma que com certeza você deve conhecer é o tio Patinhas (em inglês: uncle Scrooge, referência ao personagem principal de Dickens) que até protagonizou um especial de natal baseado nessa obra chamado O Natal do Mickey Mouse, de 1983.

E aí, vocês já leram algum desses livros? Discordam de algum deles? Por quê? Quero saber tudim, galere! E oh, desculpa pelo sumiço aqui no blog, fiz uma breve viagem pro RJ – depois conto mais por aqui. Bisous et à bientôt.

Throwback Thursday #7

tbt copy Throwback Thursday #7Vamos todos abafar o fato de que eu esqueci de publicar essa tag na semana passada, ok? Então bora falar de coisas boas tipo o frio maravilhoso que está em São Paulo (aliás tá pouco frio, pode mandar mais!). Aqui no blog tiveram várias coisinhas bacanas essa semana: desafio fotográfico, uma dica super bacana de revista feminina digital e claro, uma bela dose de nostalgia com alguns programas que marcaram a minha infância. Agora chega de jabá pessoal, olha só os posts legais que eu encontrei pela interwebz afora:

Contabilizando comentários do Facebook (Babee)
Você acabou com a minha infância… (Cinthya Rachel)
Os seus vilões favoritos desenhados de um jeito que você nunca viu! (Monster Box)
Adeus Robin Williams: 8 filmes que retrataram sua carreira (Entenda os Homens)
Os últimos lançamentos musicais Jul/Ago (Juh Claro)
Detox Ice Cream (Não Nasci Pra Ser Magra)
Os melhores programas para edição de vídeo (Depois dos Quinze)
Unique Hardware on Etsy (Centsational Girl)
Look: Avenida Paulista (Não Provoque)
Book Haul Agosto 2014 (Sernaiotto)

Ufa, olha só quanta coisa bacana! Tem tutorial lindo e maravileoso da Babee pra turminha dos blogs, tem um post sensacional da Biba Cinthya que eu descobri por um acaso no Facebook (e até fiz a fanzoca com ela, rs), dicas de música, filmes, comidinhas, moda e muito mais! E claro, não poderia faltar, o espacinho pra vocês deixarem links supimpas pra eu visitar também (não precisa ser necessariamente do seu blog!). Por hoje é só, pessoal – deixa eu correr aqui porque eu já estou atrasada. Bisous et à bientôt!

De webcomic para HQ: Bear, por Bianca Pinheiro

bear1 De webcomic para HQ: Bear, por Bianca PinheiroHá algumas semanas atrás eu recebi um material diferente do que eu costumo ler, a HQ super ultra mega blaster fofa da Bianca Pinheiro chamada Bear. A ideia começou na internet, com publicações semanais, e o primeiro livro reúne todas as tirinhas do primeiro capítulo (e você já pode encontrá-lo nas grandes livrarias do país). A história é sobre uma garotinha chamada Raven que se perdeu na floresta e tenta reencontrar seus pais e a sua casa – logo de cara ela pede ajuda a um urso super rabugento e bonzinho, chamado Dimas, que acaba se propondo a ajudá-la. Juntos eles passam por várias aventuras, dá só uma olhadinha:

bear2 De webcomic para HQ: Bear, por Bianca Pinheiro bear3 De webcomic para HQ: Bear, por Bianca Pinheiro bear4 De webcomic para HQ: Bear, por Bianca PinheiroBianca faz referência a vários jogos, livros e desenhos em suas histórias e a linguagem utilizada é bem parecida com a nossa fala cotidiana – o que na minha opinião torna a HQ ainda mais interessante. Eu já estou completamente encantada e mal posso esperar pelo segundo volume! Se você quiser acompanhar os updates da história você pode curtir a página do facebook ou seguir o tumblr. Ah, existe também uma versão em inglês do webcomic (caso você queira mostrar para algum coleguinha gringo) e você pode acessá-la clicando aqui. E aí, o que vocês acharam? Vocês leem alguma HQ bacana e querem me recomendar? Me conta ali embaixo que eu tô esperando, hein! Bisous et à bientôt.